A Idade de Ouro do Islã (Carmen Lícia Palazzo)

A Idade de Ouro do Islã

Carmen Lícia Palazzo

Resumo: O presente artigo analisa alguns aspectos da chamada Idade de Ouro do Islã e tem, como fio condutor, as realizações do califado abássida, com foco no período que vai de 762, data do estabelecimento da capital em Bagdá, até 833, ano da morte do califa Al-Mamun. A Casa da Sabedoria (Bayt al-Hikma) é a imagem mais forte de múltiplas atividades cuja memória permanece ainda presente, testemunho de um período da história do Islã no qual o poder califal exercia o mecenato nas ciências, na filosofia, nas artes e na literatura.

Abstract: This article analyses some aspects of the so-called Golden age os Islam by following the works of the Abbasid Caliphate, concentrating on the period ranging from the establishment of the capital at Baghdad up to 833, year of Al-Mamun’s death. The House of Wisdom (Bayt al-Hikma) is the most potent image among manifold activities, the memory of which lives on the present day. It bears witness to a period in the History of Islam during Which caliphal power acted as a patron to sciences, philosophy, arts, and literature.

Palavras-chave: Idade de Ouro – Islã – Califado Abássida – Bagdá. Keywords: Golden Age – Islam – Abbasid Caliphate – Baghdad.

LINK para acessar o ARTIGO COMPLETO:

http://www.revistamirabilia.com/sites/default/files/pdfs/2_0.pdf

A mesquita de Córdoba e o Alhambra de Granada (Carmen Lícia Palazzo)

A mesquita de Córdoba e o Alhambra de Granada

Carmen Lícia Palazzo

Resumo: O presente artigo analisa dois dos mais significativos monumentos da Espanha Islâmica, a Grande Mesquita de Córdoba e a Alhambra de Granada, inseridos no contexto da história política da região. Destaca a participação de artistas cristãos bizantinos na decoração da mesquita e a relevância das artes ornamentais em ambos os monumentos, salientando a presença de referências ao luxo e ao ornamento no próprio Corão. No caso da Alhambra, evidencia a importância do conjunto como afirmação da dinastia Násrida, o que pode ser constatado por sua opulência, pela fartura de suas decorações e pela poesia epigráfica de Ibn Zamrak na Fonte dos Leões, declarando a origem genealógica de Mohammed V.

Abstract: This article analyses two of the most significant monuments in Islamic Spain: the Great Mosque in Cordoba and the Alhambra in Granada. Both are treated with regard to the political history of the region. The article stresses the role of Byzantine Christian artists in the decoration of the Mosque, as well as the relevance of decorative arts in both monuments, particularly the occurrence of Quranic mentions of luxury and ornament. It shows the importance, in the Alhambra, of the ensemble as an affirmation of the Nasrid Dynasty, by means of opulent decoration and the epigraphic poetry of Ibn Zamrak in the Fountain of Lions, declaring the genealogical roots of Muhammad V.

Palavras-chave: Espanha Islâmica – Grande Mesquita de Córdoba – Alhambra de Granada – Ornamento no Islã.

LINK para acessar o ARTIGO COMPLETO:

http://www.revistamirabilia.com/sites/default/files/pdfs/21-10.pdf