Fotos das “shikumen”, em Shanghai.

Muitos passeios, sempre, em Shanghai, durante a temporada na China. Hoje fomos conhecer as Shikumen, literalmente “portão/porta de pedra”. São casas que datam da segunda metade do século XIX e do início do século XX,  construídas para moradia de chineses que se deslocaram para os bairros dos estrangeiros (as “concessões estrangeiras”) em busca de maior segurança. As primeiras fora feitas na época da revolta Taiping mas em virtude de períodos   grande instabilidade passaram a abrigar cada vez mais famílias chinesas. Seu estilo é uma mescla de elementos ocidentais e orientais mas a segurança era a preocupação maior.

Atualmente o bairro onde estão as shikumen foi restaurado e é muito agradável, uma boa referência das muitas transformações pelas quais passou Shanghai.

Viagem aos Emirados Árabes

7. abril. 2010.

Antes de chegar a Xangai (ontem de madrugada) passei quatro dias entre Dubai e outros Emirados: Abu Dhabi, Sharjah e Al Fujairah. Fiquei muito bem impressionada com as pesquisas arqueológicas que estão sendo feitas na região e com os museus de ótima qualidade que apresentam não apenas os resultados das pesquisas (com achados de períodos pré-históricos) mas também a história, a arte, o surgimento e a expansão do Islã e ainda vários aspectos da economia no Golfo.

No museu de Dubai há uma detalhada explicação sobre a pesca de ostras para extrair as pérolas, um trabalho muito antigo realizado ainda hoje pelos mergulhadores.

Em Sharjah o museu da Civilização Islâmica abre espaço para uma ampla história do Islã e tem em seu acervo peças magníficas de vidro, cerâmica, tecidos e metal do Irã, da Síria, do Afeganistão, da Turquia e de diversos outros países. E nos “souks”, os antigos mercados, ainda muito presentes em toda a região, a evocação dos antigos mercadores que por ali passaram durante séculos em múltiplas rotas de sedas, pérolas, incensos…